domingo, 27 de maio de 2018

Medida foi anunciada após nova reunião em Brasília com representantes do movimento. Temer anunciou ainda MP para isentar de pedágio eixos suspensos em entradas federais e estaduais.

Por Fernanda Calgaro e Fernanda Vivas, G1 e TV Globo, Brasilia
 
O presidente da República, Michel Temer, fez na noite deste domingo (27) um pronunciamento na TV para anunciar a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias.
De acordo com o presidente, a partir daí, o diesel terá apenas reajustes mensais, decisão que visa dar "previsibilidade" aos motoristas.
Temer também anunciou que vai editar uma medida provisória isentando de pagamento de pedágio os eixos suspensos de caminhões vazios. A medida, de acordo com ele, vale para rodovias federais e estaduais.
O anúncio deste domingo é mais uma tentativa do governo de pôr fim àparalisação de caminhoneiros que entrou no sétimo dia e provocou uma crise de desabastecimento de combustíveis e alimentos em todo o país.
O presidente Michel Temer, durante pronunciamento no Palácio do Planalto neste domingo (27) (Foto: Fernanda Calgaro/G1)O presidente Michel Temer, durante pronunciamento no Palácio do Planalto neste domingo (27) (Foto: Fernanda Calgaro/G1)
O presidente Michel Temer, durante pronunciamento no Palácio do Planalto neste domingo (27) (Foto: Fernanda Calgaro/G1)

Segunda tentativa de acordo

Na quinta (24), o governo já havia anunciado uma série de medidas para atender às reivindicações dos caminhoneiros e colocar fim à paralisação.
Entre as propostas estava a redução a zero da alíquota da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), em 2018, sobre o óleo diesel; e a manutenção, por 30 dias, de uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias, que havia sido anunciada pela Petrobras, redução pela qual a empresa seria ressarcida pela União.
O movimento do governo, porém, não surtiu efeito, e os caminhoneiros mantiveram a paralisação. Diante disso, Temer autorizou o uso das Forças Armadas para desbloquear as estradas e editou um decreto permitindo ao governo assumir o controle de caminhões.
O Tribunal Supeior Eleitoral (TSE) decide nesta terça-feira se um réu em ação penal pode se candidatar à Presidência da República. O julgamento pode definir a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado por um tribunal de segunda instância.
Embora o caso a ser examinado trate apenas de situações que envolvam réus que se apresentam para a disputa, os ministros poderão ampliar o debate. E discutir se um condenando pode apresentar candidatura. Se isso acontecer, a tendência é a Corte declarar que réus podem se candidatar, desde que não tenham sido condenados. Neste caso, Lula ficaria de fora da urna nas eleições de outubro.
Além de servir de parâmetro para Lula, o entendimento do TSE vai orientar os partidos na escolha dos candidatos que disputarão o mais alto cargo do país. Um ministro da Corte ouvido pelo Jornal O Globo foi categórico ao dizer que, se um réu não foi ainda condenado ou absolvido, não há objeções à candidatura. Outros dois ministros ponderaram que, se esse réu foi condenado por um tribunal de segunda instância, a Lei da Ficha Limpa impede o registro da candidatura.
A consulta foi proposta ao tribunal pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO). Ele quer saber se um réu em ação penal na Justiça Federal pode ser candidato à Presidência da República. Em caso positivo, ele quer saber se o candidato, na hipótese de vencer a eleição, poderá assumir o cargo. As consultas encaminhadas ao TSE são respondidas em tese, e não em um caso concreto. Mas servem de orientação para os partidos e candidatos.
A dúvida surgiu depois que o Supremo Tribunal Federal (STF), ao interpretar a norma constitucional, declarou que um réu não pode suceder o presidente da República. Ou seja, se o presidente da Câmara, que está na linha sucessória, responder a um processo criminal, ele não pode substituir o presidente da República em caso de ausência. A questão que não foi respondida pelo STF é se o próprio presidente da República pode ser réu em ação penal.
Quando a consulta chegou ao TSE, o relator, ministro Napoleão Nunes Maia, afirmou que uma consulta só pode ser respondida em tese, e que a questão proposta pelo deputado tratava de caso concreto. Por isso, o ministro sequer respondeu à questão. A Procuradoria-Geral Eleitoral recorreu dessa decisão e pediu para o plenário analisar a questão. Para a PGE, iniciar as campanhas com essa dúvida poderia gerar prejuízo para os partidos.
“Havendo fundada dúvida sobre regra aplicável exclusivamente pelo Tribunal Superior Eleitoral apenas para candidaturas presidenciais em senda aberta pelo Supremo Tribunal Federal, é de todo esperável que a Corte Eleitoral se pronuncie o quanto antes sobre o tema, ao invés de forçar todos os postulantes aos custos e riscos de montagem de uma campanha presidencial cuja viabilidade jurídica o Tribunal Superior Eleitoral reserva-se a apreciar apenas na proximidade do pleito”, diz o parecer do vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros.
“A função da consulta é exatamente a de diminuir a litigiosidade nas eleições, prevenindo condutas rechaçadas pela justiça eleitoral e antecipando soluções para problemas eleitorais futuros”, completou o procurador. Na terça-feira, portanto, primeiro os ministros vão analisar se podem ou não responder à consulta. Vencida essa etapa, eles devem enfrentar o tema. A discussão promete ser intensa.
Com informações do Jornal O Estado de São Paulo

O Senado Federal convocou para esta segunda-feira, 28, uma sessão extraordinária para votar o projeto de lei que cria preços mínimos para o frete.O assunto é uma das reivindicações dos caminhoneiros, em greve desde a última segunda-feira.
A decisão de pautar o projeto de frete foi tomada pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), após participar de reunião com representantes do governo e de caminhoneiros no Palácio do Planalto. 
A proposta cria a Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. Os senadores começarão a ser convocados na tarde deste domingo. “Votar a regulação dos preços mínimos do frete será uma das contribuições do Senado para pôr fim à greve dos caminhoneiros”, diz nota do Senado.
Já na Câmara, o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ),também convocou líderes dos partidos para uma reunião no fim da tarde desta segunda-feira. A ideia é discutir a crise com a mobilização dos caminhoneiros. Maia tem sido um problema para o governo, criticando a atuação das Forças Armadas.
O projeto de preço mínimo para fretes, do deputado federal Assis Couto (PT-PR), está na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), mas pode ir direto ao plenário do Senado em regime de urgência. O relator é o senador Romero Jucá (MDB-RR).
O projeto cria a Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, mediante tabela elaborada semestralmente por órgão competente, com valores por quilômetro rodado por eixo carregado e conforme a carga. Os parâmetros devem ser fixados sempre nos meses de janeiro e julho de cada ano.
Pela proposta, os preços mínimos serão definidos levando-se em conta a oscilação e a importância do valor do óleo diesel e dos pedágios na composição dos custos do frete. 
Até que o órgão competente do Poder Executivo edite a tabela com os valores mínimos, o projeto estipula o valor de R$ 0,70 por quilômetro rodado para cada eixo carregado de carga geral e R$ 0,90 para carga perigosa ou refrigerada.
Ainda conforme o texto original da proposta, o processo de definição dos preços deve contar com a participação dos sindicatos de empresas de transportes e de transportadores autônomos de cargas, bem como dos representantes das cooperativas de transporte de cargas.
Já o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou neste domingo a necessidade de presença dos deputados em Brasília. Por causa do feriado de Corpus Christi, Maia já havia dito que tentaria realizar uma sessão no início desta semana. O líder do MDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP), disse que o encontro com Maia será às 17 horas. Na sexta-feira, Maia dissera que a convocação das Forças Armadas para assegurar a liberação das vias bloqueadas por caminhoneiros “representa um governo fraco”.
Com informações do Jornal O Globo


A paralisação por 72 horas dos petroleiros agendada para começar na próxima quarta-feira, 30, já estava planejada antes da greve dos caminhoneiros, informou o coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel. Segundo ele, o movimento é contra a atual política de preços da Petrobras, contra a venda de ativos pela estatal — incluindo o controle de quatro refinarias — e defende a saída do presidente da companhia, Pedro Parente.
“Apesar de estar se passando a ideia de que ele (Parente) é um grande administrador, ele está acabando com a Petrobras. Nada do que está acontecendo com a Petrobras é fruto dele. Ele não tem influência para mudar o preço do barril do petróleo ou o preço do dólar. E, para fazer lucro em cima de venda de patrimônio, não precisa ser grande administrador”, criticou Rangel.
“Já tínhamos feito diversas críticas a essa política de realinhamento de preços dos derivados como um todo. Não só do diesel, mas da gasolina e do gás de cozinha também desde que foi implementada, em junho do ano passado. Quando se atrela aos preços internacionais é para atrair parceiros para vender as refinaria”, lembrou o coordenador da FUP.
Segundo Rangel, desde que a Petrobras anunciou a venda do controle acionário de quatro refinarias no mês passado, os petroleiros iniciaram um calendário de protestos. Assim, depois da paralisação de 72 horas a partir do próximo dia 30, a categoria vai se reunir para avaliar os movimentos de mobilização e, possivelmente, marcar o início de uma greve por prazo indeterminado.
“Nós já tínhamos esse calendário, mas é lógico que a greve dos caminhoneiros joga uma luz em um tema muito provavelmente que se fossemos só nós talvez não tivesse a grande repercussão que teve. E obviamente joga luz em um tema que já vimos falando”, destacou Rangel.
A FUP orientou também que não fossem trocados os turnos nas quatro refinarias listadas pela Petrobras para terem seu controle vendido a terceiros. São a Refinaria Abreu e Lima (Renest), em Pernambuco; Refinaria Landulfo Alves (Rlam), na Bahia; Refinaria do Paraná (Repar); e Refinaria Alberto Pasqualine (Refap), no Rio Grande do Sul. Na Refap já não teve troca de dois turnos ontem. Essa é uma das ações que vêm sendo tomadas pela categoria nas últimas semanas no âmbito do movimento contra a venda das refinarias.
Para o coordenador da FUP, a grav situação por que passa o país não é culpa dos caminhoneiros, mas sim do próprio governo. “Essa situação quem causou foi o (presidente Michel) Temer e o Pedro Parente. O país tem milhões de desempregados, milhões de miseráveis, milhões de crianças morrendo, e esse é o retrato do golpe. A Petrobras se desfazendo de ativos rentáveis, praticando uma política irresponsável de realinhamento de preços. Então, a culpa disso tudo é do Pedro Parente e do Michel Temer”, afirmou Rangel.
A Petrobras informou na tarde deste domingo que suas refinarias estão operando normalmente: as trocas de turnos estao sendo feitas em todas as unidades, incluindo a refinaria Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, que ontem não trocou dois turnos. Ainda segundo a estatal, onde há bloqueio nas vias de acesso, a empresa está buscando apoio das autoridades para que sejam tomadas medidas que garantam a circulação dos caminhões com os combustíveis.
“A partir das refinarias, os combustíveis seguem para as distribuidoras, que estão gradativamente retomando o abastecimento, priorizando os serviços essenciais. O apoio recebido das forças de segurança tem se configurado essencial para o esforço necessário neste momento”, informou a Petrobras em nota.
Com informações do Jornal O Globo
A liberação de alguns trechos de estradas pelo País não deve significar o fim da paralisação dos caminhoneiros. Nos grupos de Whatsapp dos caminhoneiros, a ideia é manter a greve, pelo menos, até a terça-feira. Por ora, a maioria concordou em liberar as estradas e continuarem estacionadas em pontos estratégicos.
Mas, nas últimas postagens, lideranças dos caminhoneiros começam a organizar novas paralisações a partir de amanhã, às 8 horas. Num vídeo que está circulando no Whatsapp, representantes chamam, além dos caminhoneiros, veículos de passeio para parar as BRs. Além disso, uma manifestação em pontos estratégicos das principais capitais também está sendo organizada.
Pelo tom das conversas, as reivindicações vão além do problema do preço do diesel. Depois da dimensão que a greve tomou nos últimos dias, os motoristas acreditam que podem mudar o rumo do Brasil. Cada um tem uma tese, mas todos apostam na força do exército como aliada e na intervenção militar como solução para os problemas do País.
Alguns vídeos mostram a atuação dos soldados acionados para liberar as estradas. Eles são recepcionados com palmas e continência pelos caminhoneiros, que prometem manter um protesto pacífico, o que é apoiado pelos soldados. Em outros vídeos, a polícia militar também demonstra apoio aos grevistas.

Com informações do Jornal O Globo

Estudantes do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário Inta (UNINTA) participaram de duas aulas de campo no município de Uruoca (CE) nos dias 11 e 18 de março. Acompanhados da professora Ma Raquel Cavalcante Soares, os acadêmicos visitaram a pedreira Taj Mahal, que é explorada pela empresa Vermont Mineração, especializada em extração de rochas ornamentais.
Segundo a docente, o objetivo da visita técnica é demonstrar as aplicações reais das informações repassadas em sala. “Estas aulas práticas tornam a teoria ministrada em sala mais elucidativa e aplicável. Portanto, o momento propiciou aos alunos conhecerem a pedreira, o processo de extração e corte do quartzito, dentre outras práticas de mineração”, ressaltou.
De acordo com o coordenador da graduação de Engenharia Civil, Prof Me Roberto Pimentel Holanda, as aulas de campo fazem parte da formação de um Engenheiro. “As disciplinas de Geologia e Mecânica dos Solos estão inseridas na preparação para outras disciplinas relacionadas às áreas de Estradas, Transportes, Fundações e Barragens. Portanto, a aula de campo é extremamente relevante para a formação dos nossos futuros engenheiros”, colocou.
As visitas foram conduzidas pela auxiliar administrativa, Camila Matola, o técnico de segurança, Silvio Regio Cavalcante Coelho e a engenheira de minas, Priscila Decothe, que também ministrou uma palestra sobre o processo de formação rochosa e as características do quartzito, rocha comercializada pela empresa .

sábado, 26 de maio de 2018

O Polo Sobral de Educação a Distância (EaD) do Centro Universitário Inta (UNINTA) anunciou nesta quarta-feira (23) o total de oito novos convênios para estágios supervisionados. A partir deste semestre os acadêmicos dos cursos de Licenciatura podem estagiar nas escolas dos municípios de Crateús (CE), Novo Oriente (CE), Monsenhor Tabosa (CE) e Vizeu (PA), além do Centro Educacional Universidade da Criança (Itapajé – CE), Colégio Martins de Sousa (Sobral – CE), Centro Educacional Cenecista Massapeense (Massapê – CE), e a Escola Gotas de Sabedoria (Sobral-CE), que fazem parte da rede privada de educação.
De acordo com o coordenador do Polo Sobral EaD, professor Me. Harley Gomes de Sousa, as novas parcerias para estágio ampliarão os benefícios na aprendizagem e na formação dos estudantes. “Durante este período, o estagiário tem a grande oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos teóricos adquiridos ao longo de sua formação acadêmica. Além disso, aprenderá a resolver problemas, achar soluções e ampliará o entendimento da relevância do educador na formação pessoal e profissional dos estudantes”, colocou.
Ainda, segundo o coordenador do Polo Sobral, “a atividade é indispensável na construção da identidade profissional, uma vez que o professor, enquanto sujeito da própria formação, constrói seus saberes ancorados na superação da fragmentação do conhecimento, favorecendo a visão e o trabalho compartilhado no contexto educacional”, destacou .
Os convênios também objetivam a garantia do cumprimento da Lei nº 11.788/08, que é conhecida popularmente como a Lei do Estágio.


sexta-feira, 25 de maio de 2018


Sabadão tem sempre aquela pedida especial no Sherif iniciando as 15:00 com 2 horas de Caipirinha liberada pra mulherada em seguida música boa com Yure Mamede, e a noite tem Ridyele Oliveira Timbó no comando com muito forró das antigas e sertanejo com participação especial de Dany Top.

#SabadãoTemPedidaEspecial.
Durante o período de 24 a 30 de maio, os estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas ou sejam de baixa renda têm direito à isenção na taxa de inscrição do Vestibular Tradicional 2018.2 ou no processo seletivo por nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
Para ter a isenção da taxa, os interessados devem apresentar a documentação necessária na Diretoria de Processos Seletivos do UNINTA: certificado de conclusão do ensino médio em escola pública ou o Número de Identificação Social (NIS), para estudantes de baixa renda, além do comprovantes de inscrição do vestibular e boleto gerado também no ato da inscrição.
A Diretoria de Processos Seletivos está localizada no Prédio Sede I do UNINTA, no 1º andar e funciona em horário comercial.

A Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria de Obras, Mobilidade e Serviços Públicos (Secomp), abre processo seletivo simplificado para a contratação de pessoal que possa atuar na execução de serviços de limpeza pública do município. As incrições tem início nesta segunda-feira (28/05) e podem ser feitas on-line ou presencialmente, no Centro de Convenções Inácio Gomes Parente, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
A contratação será por tempo determinado de um mês, podendo ser prorrogado a critério da administração pública. Tem como objetivo a diminuição de focos de proliferação das arboviroses (dengue, zika e chikungunya), visando assegurar, dentre outras coisas, a melhoria da saúde pública. Haverá ainda a formação de cadastro de reserva. Os trabalhos devem ser iniciados dia 11 de junho.
O processo será realizado em uma única fase, consistindo na avaliação curricular dos candidatos. O resultado final será divulgado dia 07 de junho, no Diário Oficial do Município.
Inscrições AQUI

Auto Requintes Floricultura Sobral

Auto Requintes Floricultura Sobral

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AFA - ASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTES DO APRAZIVEL

AFA - ASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTES DO APRAZIVEL

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

SECS

SECS

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::