domingo, 19 de agosto de 2018




Na manhã deste sábado (18) o deputado federal Moses Rodrigues (MDB) lançou sua campanha para reeleição com uma festejada caminhada pelo Centro da cidade de Sobral. Destaque para a presença do deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), que busca o terceiro mandato na Assembleia Legislativa do Ceará e faz dobradinha com Moses na Princesinha do Norte. 

Em tom de otimismo o deputado agradeceu os apoios recebidos e se mostrou confiante para o pleito. ”Trabalhamos com muita seriedade durante o mandato e este carinho recebido da população é reflexo da nossa dedicação. Só tenho a agradecer e seguir caminhando pelo estado para continuar ajudando o povo cearense”, colocou. 
A concentração do evento aconteceu às 8h da manhã e acompanhados de uma charanga os candidatos visitaram os usuários e vendedores do Mercado Central de Sobral, Beco do Cotovelo, Praça da Coluna da Hora, até encerrar o ato político na Praça do Teatro São João, onde os apoiadores e lideranças puderam adesivar seus carros.
Nesta eleição Moses Rodrigues foi registrado com o número 1515 e o lema de sua campanha é  ”O Ceará quer mais”. Nas eleições de 2014, o deputado federal alcançou a significativa marca de 147.044 votos, obtendo a sétima maior votação do estado do Ceará. Já em Sobral, seu berço político, o parlamentar atingiu o total de 30.020 sufrágios, o que lhe deu a posição de deputado federal mais votado da cidade.   

Além do deputado estadual Danniel Oliveira, ainda marcaram presença no ato de lançamento de campanha os vereadores do MDB de Sobral, os empresários Waldery Arcanjo e Sidcley Filho, além de correligionários e lideranças locais.









sexta-feira, 17 de agosto de 2018



O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), um dos 13 candidatos à Presidência da República, entrou hoje (16) com o sexto pedido de impugnação (questionamento) do registro de candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP) ao cargo, alegando que o ex-presidente inelegível.
No pedido, os advogados Tiago Ayres, Gustavo Bebianno Rocha e André Castro, que representam Bolsonaro e a coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos, detalham o processo que levou à condenação de Lula no caso do tríplex do Guarujá (SP) e afirmam que, em decorrência disso, o ex-presidente é inelegível. “Isso porque restou comprovado que o ex-presidente da República participou de um grande esquema de corrupção”, diz o texto.
Os advogados argumentam ainda o entendimento atual do STF, segundo o qual a pena pode ser executada após condenação em segunda instância, que levou à prisão de Lula, também deve ser aplicado à restrição dos direitos políticos do ex-presidente.
O registro de candidatura de Lula já foi questionado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Caberá ao ministro Luís Roberto Barroso decidir sobre os pedidos de impugnação. Hoje, ao ser questionado sobre o assunto, o ministro afirmou que fará “o que é certo”.
Barroso pode decidir de modo monocrático e liminar (individual e provisório) sobre o deferimento do registro de candidatura de Lula, mas o mais provável é que o processo seja julgado diretamente no plenário do TSE.
O registro da candidatura de Lula também foi contestado por dois candidatos a deputado federal, Kim Kataguiri (DEM-SP) e Alexandre Frota (PSL-SP), e por dois cidadãos que não concorrem às eleições. Esses pedidos de impugnação foram distribuídas ao ministro do TSE Admar Gonzaga.
O PT pediu a Barroso que esclareça a quem cabe a relatoria das impugnações, e o ministro enviou o questionamento à presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que deve pacificar a quem caberá decidir.
Condenação
Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Ele foi condenado, no caso do tríplex do Guarujá (SP), por corrupção e lavagem de dinheiro a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal.
Com a condenação em segunda instância, Lula pode ser enquadrado nos critérios de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa. O ex-presidente nega ser proprietário do tríplex no Guarujá e pretende reverter a condenação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF).
Os advogados do ex-presidente querem que os recursos às instâncias superiores tenham efeito suspensivo sobre a condenação, o que garantiria a Lula o direito de recorrer em liberdade e também de disputar as eleições.
(Agência Brasil)

 

“Voto nele (Eunício) com tranquilidade”, disse o prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), nesta quinta-feira (16), sobre o apoio ao senador Eunício Oliveira, candidato à reeleição.
Segundo Ivo, Eunício é trabalhador e fez muito pelo Ceará e também por Sobral.
Mais cedo, em Fortaleza, o ex-governador Cid Gomes, candidato ao Senado pelo PDT, disse que a segunda vaga ao Senado não foi lançada pela chapa PT/PDT, como forma de recomendação de voto ao senador Eunício Oliveira (MDB).
Saiu a primeira pesquisa Ibope/Verdes Mares, com índices divulgados na noite desta quinta-feira (16).
Pelos números, o candidato do PT, Camilo Santana, venceria fácil se a eleição fosse hoje, com 64% da preferência do eleitorado. O segundo colocado, General Theophilo, do PSDB, ficaria com apenas 4% da intenção de votos.
A pesquisa foi realizada da segunda-feira (13) a quarta-feira (15), com 1.204 eleitores de 58 municípios cearenses, com margem de erro em 5%.
As santas casas e hospitais filantrópicos vão ter à disposição uma linha de crédito com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e taxas de juros de 8,66% ao ano. A medida provisória que cria a linha de crédito foi assinada hoje (16) pelo presidente Michel Temer, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília.
Segundo o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a linha disponibiliza o limite de 5% do orçamento anual do FGTS, o que em 2018 corresponde a cerca de R$ 4 bilhões. O prazo para pagamento do financiamento é de 10 anos, sem carência. Os bancos operadores serão o Banco do Brasil, Caixa Econômica e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Atualmente, os juros dos financiamentos a essas entidades variam entre 19% e 22% ao ano.
Com os recursos, as entidades poderão refinanciar dívidas tomando o dinheiro a juros menores e também viabilizar novos investimentos, adquirir equipamentos e usar no custeio.
O presidente da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Edson Rogatti, disse que as instituições enfrentam atualmente um endividamento de cerca de R$ 20 bilhões. Ele considerou a possibilidade de buscar recursos a juros mais baixos. Afirmou que, embora o empréstimo bancário não resolva todos os problemas, ajuda os hospitais a terem um respiro financeiro.
“Com os baixos recursos pagos pelo SUS [Sistema Único de Saúde], nossas entidades enfrentam endividamento de mais de R$ 20 bilhões e são obrigadas a recorrer a empréstimos bancários a juros altos para sobreviverem”, disse.
Segundo ele, atualmente as santas casas e hospitais filantrópicos respondem por mais de 50% dos atendimentos ambulatoriais e de internação do SUS.
Ao discursar na cerimônia, o presidente Temer disse que os rumos da saúde pública passam pelo bom funcionamento das instituições filantrópicas e destacou o uso dos recursos do FGTS nessa área.
“Com esse ato que acabamos de assinar vamos tirar nossa rede filantrópica da sala de emergência”, disse Temer.
O ministro Gilberto Occhi disse que o acesso ao recurso vai possibilitar que as instituições possam oferecer melhor qualidade no atendimento e ter facilitado o pagamento das dívidas.
“O que estamos fazendo aqui hoje nada mais é do que justiça, apoio, repassar a essas instituições uma capacidade melhor de diminuir seu endividamento”, disse.
A medida provisória será publicada no Diário Oficial da União de amanhã (17).
De acordo com Occhi, ainda deve ocorrer uma reunião do Conselho Curador do FGTS para só então a linha de crédito ser disponibilizada.
Temer lembrou que a Medida Provisória (MP) tem validade de 120 dias e chamou os representantes das santas casas e hospitais filantrópicos a se mobilizarem junto ao Congresso Nacional para que a MP seja convertida em lei.
(Agência Brasil)
O prefeito de Sobral, Ivo Gomes, usou sua página no Facebook para criticar a atitude de alguns de seus oposicionistas que estão indo as redes sociais desvirtuar a proposta encaminhada pelo Executivo ao Legislativo com vistas a regulamentar a questão da limpeza urbana (ou seria da sujeira ?).
Eis a postagem:
“Sobre boatos espalhados por adversários a respeito de projeto de lei que tramita na Câmara, regulamentando a produção e destino final de resíduos sólidos (lixo):
  1. Não há criação de taxa de lixo;
  2. Não há limite de peso para lixo doméstico;
  3. A regulamentação é obrigatória para municípios do porte de Sobral, sob pena de diminuição de repasses financeiros do estado e da união;
  4. Instituição de regras para grandes geradores (empresas);
  5. Instituição de multas para quem desrespeitar o calendário de coleta de lixo ou sujar espaços públicos;
  6. A lei entrará em vigor em 1/1/19, a tempo das informações sobre as novas regras chegarem a todos.
Se você vir qualquer informação circulando dizendo o contrário disso, por favor  esclareça. Todos queremos uma cidade limpa. A maior parte da população faz a sua parte. A prefeitura vem se esforçando pra fazer a sua. Alguns, incluindo os adversários, não querem fazer a sua.”

Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca, informou na ocasião à Justiça Eleitoral que não possuía bens em seu nome em 2010. Na época, Tiririca foi o deputado federal mais votado do País na primeira eleição que disputou.
Um mandato depois, em 2014, o valor do patrimônio do parlamentar era de quase R$ 532 mil – o equivalente, hoje, a R$ 680 mil, em valor corrigido pela inflação. Já no pedido de registro deste ano, ele declarou ter cerca de R$ 480 mil em bens. Os números mostram, portanto, que Tiririca perdeu R$ 200 mil em patrimônio nos últimos quatro anos.
Procurada pela reportagem para explicar a redução, a assessoria do deputado se limitou a dizer que “tudo dele é declarado” e que, “se diminuiu, é porque ele vendeu alguma coisa”. O ator, humorista e cantor – profissões que constam em sua biografia na Câmara – busca a segunda reeleição apesar de ter anunciado no ano passado que estava “abandonando a vida pública”.
No início do mês, Tiririca afirmou que terá como objetivo ser o deputado federal com a maior quantidade de votos na história do país para ganhar mais força e chegar à Presidência da República em 2022. Nas últimas eleições gerais, Tiririca declarou ter seis bens, entre eles um Fusca ano 1972 avaliado em R$ 8 mil e uma Land Rover do ano anterior de R$ 173 mil.
O deputado também tinha mais de R$ 327 mil em participações societárias e cerca de R$ 23 mil depositados em contas no Brasil. O valor das cotas em empresas é o mesmo em 2018, mas o parlamentar declarou ter outros R$ 150 mil em “veículo automotor terrestre” e R$ 2,1 mil em caderneta de poupança. Nas eleições de 2010, Tiririca teve mais de 1,3 milhão de votos. Quatro anos depois, o deputado foi o segundo candidato mais votado, com 1 milhão de votos.
Com informações do Portal Uol Notícias

quinta-feira, 16 de agosto de 2018


No próximo sábado (18) o deputado federal Moses Rodrigues (MDB) lançará sua campanha para reeleição com uma caminhada pelo Centro da cidade de Sobral. A concentração do evento está marcada para as 8h da manhã, em frente à igreja dos Mórmons e a saída será feita na rua Cel. José Silvestre. Em seu município natal, o candidato faz dobradinha com Danniel Oliveira (MDB/CE), que também busca reeleição na Assembleia Legislativa.

Segundo a assessoria do candidato, o percurso do ato político passará pelo Mercado Central de Sobral, indo posteriormente até a Praça de Cuba, seguindo pelo Beco do Cotovelo, a Praça da Coluna da Hora e terminará com um ato simbólico na Praça do Teatro São João, onde os apoiadores e lideranças comunitárias deverão se fazer presentes.

Nas eleições de 2014, o deputado federal Moses Rodrigues alcançou a relevante marca de 147.044 votos, obtendo a sétima maior votação do estado do Ceará. Em Sobral, seu berço político, o parlamentar, atingiu o total de 30.020 sufrágios, o que lhe deu a posição de deputado federal mais votado da cidade. 

Serviço
Evento: 1ª Caminhada 1515 em Sobral
Dia: 18 de agosto de 2018
Hora: 8h
Concentração: Em frente a igreja dos Mórmons (saindo pela Rua Cel. José Silvestre em direção ao Mercado Central)
Contato:  88 9640-7003
O deputado federal Cabo Daciolo, candidato do Patriota à Presidência da República, seria sabatinado na TV Record na noite dessa quarta-feira (15/8). Porém, o parlamentar, que chamou a atenção no debate presidencial promovido pela TV Bandeirantes na última quinta-feira (9/8), não compareceu ao segundo compromisso televisivo de sua campanha. Na hora de anunciar o início da entrevista com Daciolo, o jornalista Eduardo Ribeiro se limitou a dizer que o deputado “não apareceu”.
Segundo informa o jornal Correio Braziliense desta quinta-feira, no horário previsto para a sabatina, Daciolo fez uma transmissão ao vivo em seu Facebook, afirmando estar em um monte e que só daria entrevistas no local. “Quem quiser vir até o monte, eu estou aqui, aberto para conversar, para falar dos planos de solução para a Nação brasileira”, disse. Aos debates, porém, ele garante que comparecerá, incluindo ao da RedeTV, previsto para esta sexta-feira (17/8).
Um dia antes, também pelo Facebook, o deputado havia feito uma outra transmissão dizendo que tentariam matá-lo para impedir que ele chegasse ao Palácio do Planalto e que, por isso, teria ido a um monte para jejuar e orar. “A estratégia que Deus nos deu é ficar nos montes orando. Por que, Daciolo? Porque eles vão tentar me matar, eles querem me matar. Mas aqui não toca, só com autorização divina”, explicou.
Daciolo ficou famoso nas redes sociais depois de participar do debate da TV Bandeirantes. Na ocasião, além de ler uma Bíblia, ele questionou o pedetista Ciro Gomes sobre um suposto plano de transformar a América Latina em uma única Nação — a União das Repúblicas Socialistas da América Latina, ou Ursal. Recebeu de Ciro uma resposta em tom de deboche: “Democracia é uma delícia, é uma beleza, mas ela tem certos custos”.
(Foto – Reprodução de TV)

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), mandou para Câmara Municipal projeto que cria a Lei do Lixo na cidade. Segundo denunciou o vereador Júnior Balreira, pela nova vontade do FG, quem colocar o lixo fora do horário de coleta terá de pagar multa entre 300 a 500 Ufirs. Ou seja, de R$ 1.179 a 1.965, levando em conta que 1 Ufir no Ceará está R$ 3,93.

Balreira alertou que isso só vai prejudicar a população mais carente que, desavisada ou mal orientada — muitas vezes propositalmente, terá de desembolsar dinheiro que não tem.

O vereador ainda mostrou outro disparate: se o cidadão colocar muito lixo para que seja coletado, também vai pagar multa. “Como os garis vão pesar esses resíduos?”, questionou Júnior.


Em tempo


Ainda de acordo com o projeto, cabe a Ivo decidir, a qualquer momento, cobrar taxa de coleta de lixo domiciliar.

Em tempo II

Depois da indústria da multa de trânsito, chega a Sobral a indústria da multa do lixo.

Em tempo III

Do mesmo jeito que a população não sabe o que é feito com o dinheiro da multa de trânsito, o projeto de Ivo para o lixo não explica em qual área o dinheiro arrecado será usado.

Em tempo IV

Os vereadores de Ivo estão trabalhando duro para aprovar a Lei do Lixo.

Ouça a fala do Vereador Júnior Balreira:


Fonte: Cearanews7

17 ANOS DE TRADIÇÃO

17 ANOS DE TRADIÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AFA - ASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTES DO APRAZIVEL

AFA - ASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTES DO APRAZIVEL

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

SECS

SECS

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::