terça-feira, 10 de outubro de 2017

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes comentou com jornalistas sobre o protesto do grupo que atirou tomates na entrada do Instituto de Direito de São Paulo (IDP), que tem o ministro como sócio e onde ele realizaria uma palestra de lançamento de curso. "Normal", destacou ele, frisando que o protesto seria algo motivado pelo próprio trabalho da Corte. 
Carros que estavam no entorno do local foram atingidos pelos tomates, mas o ministro não.
"Ei, Gilmar/ me diz por que /você sempre solta seus amigos e os amigos do poder", gritavam os manifestantes, em uma crítica a concessão de liberdade a condenados pela Lava Jato.
Manifestante joga tomate no carro de Gilmar Mendes
Manifestante joga tomate no carro de Gilmar Mendes
Os participantes do protesto também apresentaram uma lista de reivindicações: fim do fundo partidário, fim do financiamento público de campanha, fim da reeleição, além da impressão do voto na urna eletrônica e a adoção do voto distrital.
Manifestantes atiram tomates em protesto contra Gilmar Mendes
Manifestantes atiram tomates em protesto contra Gilmar Mendes
O protesto bloqueou uma quadra da Rua Itapeva desde as 8h30, de acordo com a Polícia Militar. A ação é organizada por um grupo que diz atuar em defesa da Lava Jato e pela renúncia de diversos líderes políticos do país. No Facebook, integrantes publicaram foto de doação de tomates estragados por comerciantes da Ceasa.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::