quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Apresentador reclama de buzina como "coisa de preto" em imagens e diz não se lembrar do que disse


William Waack
William Waack



Um vídeo que circulou nas redes socais nesta quarta-feira em que o apresentador William Waack, do Jornal da Globo, aparece fazendo comentários racistas terminou com o afastamento do jornalista da programação da emissora. Em nota, a TV Globo diz que o âncora do Jornal usou "ao que tudo indica" termos racistas. O grupo afirma ser “visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações” e, por isso, toma a decisão do afastamento até que a situação esteja esclarecida”.
As imagens do vídeo são da campanha eleitoral dos Estados Unidos em 2016. Minutos antes de entrar ao vivo ao lado do entrevistado Paulo Sotero, do Wilson Center, Waack xinga um carro que estava buzinando na rua, vira-se para o convidado do programa e afirma duas vezes em tom baixo que o barulho na rua é coisa de “preto”. Depois de reclamar das buzinadas, o apresentador diz: "Você é um, não vou nem falar, eu sem quem é...". E depois, virando-se para o convidado diz: "É preto".
Várias versões do vídeo foram divulgadas ao longo do dia. Em algumas, o comentário do jornalista é pouco audível, em outras é mais claro. O entrevistado Paulo Sotero, que representa um centro de pesquisas internacionais, procurado pelo site BuzzFeed, diz não se lembrar do dia em questão e que repudia qualquer forma de racismo.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

SECS

SECS

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::