terça-feira, 3 de abril de 2018


Resultado de imagem para painel assembleia legislativa do ceará
O troca-troca de legendas entre deputados estaduais, durante a “janela partidária” – período que se encerra na próxima sexta-feira (6) para os candidatos – está esvaziando algumas siglas no Estado e deixando-as sem representação na Assembleia Legislativa. Além do interesse direto de alguns parlamentares, divergências internas nessas agremiações são as principais razões do esvaziamento.
O Partido Socialista Brasileiro (PSB), o Partido da República (PR), o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e o Partido da Mulher Brasileira (PMB) correm o risco de não mais existirem no Legislativo Estadual até o início da próxima legislatura, em fevereiro do próximo ano, visto que alguns de seus poucos membros já embarcaram em novas legendas ou estão de “malas prontas” para isto. Alguns desses partidos, inclusive, estão sem comando no Estado.
É o caso do PHS, que foi abandonado em meio a imbróglios envolvendo a direção nacional. O deputado federal Cabo Sabino (ex-PR) havia anunciado, no fim do ano passado, estar assumindo o comando do partido no Estado no lugar do deputado estadual Tin Gomes, aproveitando-se de brigas entre o presidente nacional da legenda na época, Eduardo Machado, e Tin, há anos filiado e presidindo o partido no Ceará.
(Informações Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

APAE SOBRAL

APAE SOBRAL

2019.2

2019.2

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::