sábado, 5 de maio de 2018


O presidente da República, Michel Temer (MDB), considerou nesta sexta-feira, 4, a possibilidade de não disputar as eleições presidenciais. Em conversa com veículos ligados a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Temer foi indagado sobre as chances de o contexto político fazer com ele desista de entrar na disputa pelo Planalto. A informação é da Folha de S. Paulo.
Ele respondeu que os fatos recentes, a exemplo do clima hostil enfrentado em São Paulo e a reprovação de 70% conforme último levantamento Datafolha, não o fariam desistir. O impeditivo, diz, reside no número de candidaturas de centro, sete ou oito segundo ele.


Embora tenha citado candidaturas de centro, Temer diz não gostar de rótulos. Perguntado pela publicação paulista sobre como se define no espectro político-ideológico, ele se auto classificou como “legalista”.
Sobre seu governo, que está a oito meses do fim, Temer afirmou que a chance de deposição é zero. Usou ainda o termo “pífia” para classificar a possibilidade de terceira denúncia do Ministério Público por crimes de obstrução de Justiça, organização criminosa e corrupção passiva, ambas suspensas em votação na Câmara.
Conforme a Folha de S. Paulo, outra investigação tenta descobrir se Temer lavou ou não dinheiro por meio de compra de imóveis.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

APAE SOBRAL

APAE SOBRAL

2019.2

2019.2

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::