sexta-feira, 13 de julho de 2018



Ela só tem 14 anos e teve a vida destruída


Uma aluna de 14 anos, que estuda no 9º ano no Colégio Sobralense de Tempo Integral Maria Dorilene de Arruda Aragão, foi estuprada por um professor de matemática. A mãe chegou a ir à escola pedir uma providência, mas o diretor indagou se era verdade o que a garota contava. Nada foi feito sobre o caso por parte da gestão do prefeito Ivo Gomes. Devido ao trauma, a vítima tentou se matar. O crime vem à tona depois que outro estupro, o de uma criança especial, foi revelado em outra escola do Município.
A menina de excelente comportamento e boas notas desistiu de estudar porque não aguentava mais conviver em sala de aula com o professor estuprador. Segundo depoimento registrado na Polícia, foram pelo menos quatro abordagens ousadas do “melhor” professor da escola.
“Ela era uma menina normal antes disso acontecer”, relata a mãe. Depois da tentativa de suicídio da aluna, em decorrência do trauma, a família decidiu buscar ajuda dos estagiários do curso de psicologia de uma Faculdade particular. A escola e a Secretaria de Educação não ofereceram nenhum apoio à vítima.
Em tempo
Este caso já está sendo investigado pela Delegacia Regional de Polícia Civil de Sobral. Mas nem todos os crimes chegam ao conhecimento da polícia e o número de estupros em escolas deve ser muito maior, segundo afirmam os especialistas.
Veja o B.O
Confira matéria de Wellington Macedo
Com informações, fotos e vídeo de Wellington Macedo

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

SECS

SECS

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::