sábado, 28 de julho de 2018


Instalada há 17 anos no distrito de Aprazível, distante 25 quilômetros da sede, a feira, que leva o mesmo nome, faz de Sobral um centro de comercialização que abrange a região Norte do Estado, atraindo também compradores de diversos municípios cearenses e outras partes do Nordeste. A piauiense Maria José Silva é uma dessas pessoas. A sacoleira, de Parnaíba, frequenta a Feira do Aprazível desde sua fundação. Maria José organiza grupos de viagem de até 45 pessoas que estão sempre em busca de bons preços e boa acomodação, longe de casa. Toda sexta-feira, o ônibus estaciona no local, sempre cheio.
“São muitas pessoas que nos acompanham nesses anos de compras. Os preços para revenda são bem melhores que os praticados no meu estado. O perfil dos nossos comerciantes é variado, inclusive, aqueles que buscam outra fonte de renda, desempregados recentes, ou ainda quem tem capital e quer diversificar, pois o retorno, geralmente, é garantido.
Estrutura
A Feira, que funciona de 4 às 12 horas, conta com sede própria e acomoda pouco mais de 600 barracas fixas, com estacionamento para aproximadamente 400 veículos. Também conta com ambulatório para primeiros socorros, internet gratuita, banheiros públicos e alojamentos, com capacidade para atender cerca de 150 clientes, além de equipes que garantem a segurança do lugar.
Ao circular por entre as barracas, a clientela tem acesso a uma infinidade de confecções, calçados e bijuterias. Mas as roupas têm destaque, entre os produtos, com cerca de 180 barracas direcionadas para a venda de jeans e conjuntos, itens bastante procurados pela clientela, na sua maioria comerciantes que vão em busca de mercadoria para revender.
“Toda semana temos novidades”, lembra Carlos Alexandre de Matos, presidente da Associação dos Feirantes da Feira do Aprazível (AFA). “Além de atender a mais de 40 cidades da Zona Norte, temos uma clientela fiel, vinda de muitos municípios cearenses, ou que chegam em ônibus fretados dos estados do Piauí e Maranhão, sempre em busca de novidades.
Ainda, segundo o presidente da AFA, a localização da feira dá um certo diferencial, se comparada a outras estruturas. “Ela se encontra em um trecho da BR-222, no entroncamento que dá acesso à Teresina, pela Serra da Ibiapaba, ou ainda à Parnaíba, pelo município cearense de Coreaú; está instalada em um município polo da região; e tem o diferencial de ser fixa, diferentemente de diversas outras, que são desmontadas após cada evento”, explica Carlos Alexandre de Matos.
Ao circular por entre as barracas, a clientela tem acesso a uma infinidade de confecções, calçados e bijuterias. Mas as roupas têm destaque, entre os produtos, com cerca de 180 barracas
Empregos
“Temos uma média 600 empregos diretos provenientes dos próprios feirantes, incluindo também cerca de 80 carregadores de mercadorias, além de 20 empregos diretos mantidos pela própria Associação.
Ainda falando de geração de renda, temos os agregados a esse mercado, direta ou indiretamente, como pousadas, hoteis, restaurantes, farmácias, e prestadores de outros serviços diversos”, reforça Carlos Alexandre de Matos.
Entre os feirantes está Arnaldo de Maria, que trabalha há 9 anos com moda íntima para adultos e crianças. Toda sexta-feira, ele se desloca do distrito de Sítio Alegre, no Município de Morrinhos, na região Norte, para o Aprazível. Acostumado a participar de outros eventos em muitas cidades cearenses, o comerciante comemora as vendas e a estabilidade do negócio.
Indicação
“A venda no atacado, que é o nosso perfil, deu uma melhorada nos últimos meses, assim como a busca pelas vendas no varejo, que também têm crescido. A maioria dos meus clientes é de fora do Ceará, o que garante uma boa circulação de mercadorias e o contato com outros mercados, muitas vezes feito por indicação de uma clientela cativa”, explica Arnaldo.
A aposentada Vanda dos Santos (65), que mora sozinha, é outra que mantém a tradição de comprar no Aprazível. Segundo ela, não é sempre que pode se deslocar da sede de Sobral para circular entre as barracas, mas quando isso ocorre, Vanda aproveita para renovar o guarda-roupas e ganhar um dinheiro extra com a revenda de peças íntimas para as amigas.
“Eu não me considero uma sacoleira legítima, porque não vivo das vendas, mas posso dizer que adoro quando uma amiga ou outra se sente satisfeita com alguma peça que ofereço. Amo a movimentação da Feira, que também ajuda a preencher meu tempo e fazer amigos”, confidencia, sobre o lugar que ainda inspira desafios.
Galpão
“Muito ainda deve ser feito para o melhoramento da Feira. De início, sonhamos com a construção de um galpão coberto e uma pavimentação em volta das barracas, para o escoamento da água no período do inverno”, adianta o presidente da AFA.
Mais informações:
Feira do Aprazível – Sobral BR-222 – Quilômetro 249
Telefone: (88) 3615-0094
Com Informações de Marcelino Junior

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::