domingo, 5 de agosto de 2018


Senador e candidato Eunício ao lado do governador Camilo durante convenção do MDB (Foto: Mauri Melo)
Na convenção que oficializou a candidatura ao Senado de Eunício Oliveira (MDB) na manhã de hoje , o governador do Estado Camilo Santana (PT) disse que o emedebista é a sua opção na disputa por uma das duas vagas na Casa disponíveis para o Ceará.
“Você é o meu candidato a senador da República”, disse Camilo para Eunício em meio a gritos e aplausos da militância eunicista, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), na avenida Barão de Studart.
Ao lado do presidente do Congresso, o governador admitiu também que havia procurado Eunício, ainda no ano passado, para “pedir ajuda não para mim, mas para o meu Estado, para os cearenses, e encontrei as portas abertas”.
“Todos nós sabemos que disputamos a última eleição”, acrescentou Camilo referindo-se ao pleito de 2014, no qual derrotou o hoje aliado. “Talvez nós estejamos agora dando um exemplo de maturidade para a política cearense.”
Indicado na chapa governista para concorrer a uma das cadeiras de senador, o ex-governador e ex-ministro Cid Gomes (PDT) não compareceu ao evento. Camilo, no entanto, falou que trazia um recado do pedetista, que, segundo ele, não havia podido ir ao à convenção porque “estava lá tentando resolver a confusão das coligações de deputado federal e estadual”.
“O Cid mandou um recado pra você, Eunício”, anunciou o governador. “Ele disse que está junto com você.”
Cid e Eunício disputam vagas ao Senado em chapas separadas – Cid no bloco formalmente aliado ao Palácio da Abolição e o senador numa composição avulsa, que não está coligada ao PT de Camilo. Sem a aliança oficial, a participação do governador na campanha de Eunício deve se limitar a eventos como o de hoje.
Entre prefeitos de municípios cearenses, deputados estaduais e federais e os recém-chegados à base camilista Domingos Filho (conselheiro em disponibilidade do TCE) e Domingos Neto (deputado federal), o governador voltou a dizer que a proximidade com Eunício, iniciada em torno de projetos para o Ceará, havia evoluído para uma “parceria política”.
Como resposta, o presidente do Senado afirmou que essa “aliança é para eleger o ex-governador Cid Gomes para senador da República e o melhor governador deste Estado até hoje, Camilo Santana. E, se vocês entenderem, pra reeleger o senador Eunício Oliveira”.
Há uma semana, Camilo venceu uma queda de braço dentro do próprio partido ao derrotar a tese da candidatura própria ao Senado, defendida pela deputada federal e ex-prefeita Luizianne Lins. Por maioria dos votos, o diretório estadual do PT decidiu, durante encontro de tática eleitoral da legenda no sábado passado, não lançar candidato ao Senado, rifando o atual senador José Pimentel e liberando o caminho para Eunício Oliveira.

Fonte:. O povo Online

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO

CENTRO UNIVERSITÁRIO

ADVOCACIA E CONSULTORIA

ADVOCACIA E CONSULTORIA

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::