sábado, 15 de junho de 2019

Responsável pelo ataque à faca contra o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL)Adélio Bispo foi absolvido do ataque cometido durante a campanha eleitoral do ano passado. A Justiça Federal concluiu que o agressor sofre de transtorno delirante persistente, não podendo ser punido criminalmente.
Na sentença do juiz federal Bruno Savino, da 3º Vara de Juiz de Fora, em Minas Gerais, a absolvição aconteceu porque Adélio é considerado inimputável, isto é, não pode ser punido criminalmente. A decisão está baseada em pareceres médicos que apontam que o agressor sofre de transtorno delirante persistente – desconfiança irreal dos outros ou sensação de perseguição.
Adelio Bispo continuará internado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. A instituição possui espaço dedicado ao tratamento da doença. Durante o período no local, será verificada a cessação de periculosidade, que é uma medida de segurança aplicada a indivíduos que empreenderam ato criminoso, mas por motivos psíquicos não podem responder penalmente.
Na decisão, Savino escreveu: “A conduta do réu, embora típica e antijurídica, não pode ser punida por não ser juridicamente reprovável, já que o réu é acometido de doença mental que lhe suprimiu a capacidade de compreender o caráter ilícito do fato e de se determinar de acordo com este conhecimento.”
FACADA EM BOLSONARO
O crime aconteceu em 6 de setembro do ano passado, durante o primeiro turno das Eleições. Em corpo a corpo com o eleitorado de Juiz de Fora, Bolsonaro foi surpreendido por Adélio Bispo de Oliveira, que desferiu golpe de faca contra a barriga do então candidato à Presidência da República. Preso em flagrante, o agressor confessou e assumiu a autoria do atentado.
Ao comentar o caso, o hoje presidente Bolsonaro alega que Adélio teria agido a mando de alguém e que, se dependesse dele (Bolsonaro), o agressor iria “mofar na cadeia”.
“Eu não perdoo ele, não. Se depender de mim, ele mofa na cadeia. Bandido tem que apodrecer na cadeia. Se cadeia é lugar ruim, é só não fazer a besteira que não vai para lá. Vamos acabar com essa história de ficar com pena de encarcerado. Quem está lá fez por merecer”, afirmou Bolsonaro dias depois de receber alta médica. O então candidato havia permanecido cerca de três semanas internado.
Até o momento, Bolsonaro não se pronunciou sobre a decisão judicial sobre Adélio Bispo.
O Povo

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é monitorado por tanto cuidado com o que escreve.

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNINTA

APAE SOBRAL

APAE SOBRAL

2019.2

2019.2

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E MARKETING

:: Confira abaixo, as Mais Lidas da Semana ::